IR: Novo golpe rouba dados financeiros de contribuintes

Criminosos enviam e-mails e até cartas para roubar dados financeiros de contribuintes do Imposto de Renda

às 11:13:01 por

No período de entrega da Declaração do Imposto de Renda, que neste ano segue até o final deste mês de junho, é muito comum os fraudadores encaminharem mensagens através de e-mails e até correios pedindo alguma ação do contribuinte.

O auditor Valter Koppe, que atuou por quase 30 anos atuou na Receita Federal e hoje comanda o treinamento Doutor Imposto de Renda, alerta para os golpes. “Nos e-mails, esses criminosos fazem uso de imagens e cores no padrão da Receita, oferecendo um link a ser clicado”, explica.

Golpe Imposto de Renda

O especialista recomenda nunca abrir esse tipo de mensagem, mas caso ocorrer, em nenhuma hipótese o destinatário deve clicar nos links disponibilizados.

“A Receita Federal não utiliza o e-mail não solicitado para se comunicar com o contribuinte. Tais mensagens mal-intencionadas”, salienta.

O golpe também pode ocorrer por meio de correspondências, onde os criminosos pedem para que o contribuinte acesse algum site para regularizar pendências.

“Sempre oferecem um endereço a ser acessado que é onde, efetivamente, o roubo de dados ocorre”, alerta Koppe.

Geralmente, quando a vítima clica em links indevidos, são instalados códigos maliciosos em seu computador, com o intuito de roubar dados pessoais ou financeiros e senhas.

Cuidados

Confira os principais cuidados a serem observados para não cair em golpes, de acordo com o especialista.

- Observe o português, muitas vezes os e-mails ou cartas possuem erros grosseiros de gramática e até de digitação;

- Repare no assunto do e-mail. Geralmente, os golpes apontam erros na declaração entregue ou pede atualizações cadastrais;

- A Receita não encaminha e-mail sem solicitação e, quando se comunica com o contribuinte através dos Correios, o faz em correspondência registrada e com AR (aviso de recebimento);

- Somente o contribuinte que possui certificado digital e faz a opção pelo DTE (Domicílio Tributário Eletrônico) recebe comunicações através de e-mails, que são enviados diretamente para sua caixa postal segura e acessível apenas através de certificado digital.

Segundo Koppe, na época de entrega da DIRPF, os criminosos agem com mais frequência por que o assunto fica em evidência.

“Diante de tudo isso, é preciso sempre tomar muito cuidado com as comunicações recebidas supostamente da Receita Federal”, conclui.